documentação

projecto agro n.º 312

Programa AGRO

Medida 8  - Desenvolvimento Tecnológico e Demonstração
Acção 8.1- Desenvolvimento Experimental e Demonstração (DE&D)

Utilização de tecnologias de membrana para a melhoria da qualidade higiénica dos leites crus de ovelha/cabra e para a minimização do impacte ambiental dos efluentes de queijaria

Ovelhas em pasto

1 - Responsável Nacional

  • Dr. Carlos José Dias Pereira (MSc) - ESAC

2 - Entidades participantes

  • Escola Superior Agrária de Coimbra
    Bencanta 3040-316 COIMBRA
  • Escola Superior de Biotecnologia - Universidade Católica
    Rua Dr. António Bernardino de Almeida 4200-072 PORTO
  • Direcção Regional de Agricultura da Beira Litoral
    Av. Fernão de Magalhães, 465 3000-177 COIMBRA
  • EURODALINOX
    Av. Boavista, 1586 Sala 284-A 4100-115 PORTO
  • Associação de Criadores de Ovinos Serra da Estrela - ANCOSE
    Quinta da Tapada - Bobadela 3400-000 OLIVEIRA DO HOSPITAL
  • COPRORABAÇAL
    Santiago da Guarda 3240-690 SANTIAGO DA GUARDA

3 - Objectivos

Objectivo / Acção 1. Melhoria da qualidade higiénica dos leites crus de ovelha e cabra através da utilização de microfiltração (MF), e avaliação do impacto do uso desta tecnologia na qualidade e segurança do queijo - avaliação da aplicabilidade desta tecnologia em queijarias tradicionais.

1.1. Avaliação da eficiência tecnológica do processo de microfiltração aplicado a leites de ovelha e cabra. 
1.2. Avaliação da capacidade de higienização do leite em função das condições óptimas de fluxo de filtração.
1.3. Utilização de leite cru microfiltrado no fabrico de queijos e, comparação das características microbiológicas e sensoriais do produto obtido, com as de queijo obtido a partir de leite não microfiltrado e, a partir de leite microfiltrado e inoculado com culturas lácticas autóctones.
1.4. Avaliação da aplicabilidade desta tecnologia em queijarias tradicionais de pequena/média dimensão, nomeadamente no que concerne a custos de investimento e de manutenção.

Objectivo / Acção 2. Redução do impacte ambiental provocado pelos subprodutos da produção de queijo, através da utilização de tecnologias de membrana (ultrafiltração e osmose inversa) - avaliação do potencial de utilização dos subprodutos tratados, pelas próprias queijarias.

2.1. Avaliação da "performance" dos processos de ultrafiltração (UF) e de osmose inversa (OI) aplicados a soro e a sorelho de queijo/requeijão de ovelha/cabra.
2.2. Aproveitamento dos retentados de UF/OI por utilização directa ou por transformação em produtos desidratados. 
2.3. Levantamento da situação actual do sector no que respeita a eliminação de efluentes, a nível da Região Centro.
2.4. Avaliação da redução de impactes ambientais resultantes da aplicação das tecnologias de membrana em queijarias.

Em laboratório

4 - Alguns resultados

Estruturas DRABL envolvidas: DPAn (líder componente DRABL), DIVV-LV, LQA, AZA PBS

A DRABL tem colaborado em diversas vertentes do Projecto, destacando-se o apoio laboratorial e à COPRORRABAÇAL, bem como a linha de trabalho "mamites sub-clínicas em ovinos / contagens de células somáticas".

A utilização das tecnologias de membrana (microfiltração) pressupõe uma satisfatória-boa qualidade da matéria-prima: leite cru de ovelha e cabra.

Destaca-se neste aspecto o leite de ovelha, dado que tem uma maior tendência à colmatação das membranas. Uma melhor qualidade higiénica e uma maior estabilidade (menor acidificação) são assim fundamentais.

A obtenção sistemática de leites com boa qualidade tecnológica - e portanto aptos à microfiltração -, tem no entanto custos elevados e implica a generalização da prática dos sistemas de pagamento do leite pela qualidade.

As mamites sub-clínicas em ovinos e caprinos estão pouco estudadas em Portugal, não se conhecendo a sua importância real nos nossos rebanhos. A incorporação de leite mamítico no fabrico de queijo traduz-se em diversos acidentes e defeitos no produto. Acresce que as mamites são reservatórios de microorganismos patogénicos, que podem por em causa a segurança alimentar do queijo.

Com um nível racional de BPP, é possível obter níveis satisfatórios de contagens de células somáticas - CCS -, em leite de ovelha (leites "de rebanho"), mesmo em ordenha mecânica (média £ 500 000 CS/ml leite).

As CCS podem ser igualmente um instrumento que auxilie à identificação de animais com mamites sub-clínicas.